RN Engenharia

Cinco práticas de segurança indispensáveis na construção civil

A segurança é um elemento crucial e, na construção civil, onde os perigos são frequentes e diversificados, o cuidado e observância das regras de segurança torna-se ainda mais importante

A construção civil é um setor conhecido por ser um dos mais propensos a acidentes de trabalho, dadas as diversas tarefas envolvidas e o risco de lesões ocupacionais.

De acordo com o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, apenas em 2022, o Brasil registrou 612,9 mil notificações de acidentes de trabalho e 2,5 mil óbitos. Já em 2023, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho, o país registrou mais de 20 mil afastamentos previdenciários.

A segurança é um elemento crucial em qualquer ambiente de trabalho, mas na construção civil, onde os perigos são frequentes e diversificados, o cuidado e observância das regras de segurança torna-se ainda mais importante. É indispensável que todo projeto estrutural, seja ele temporário ou permanente, seja conduzido por um profissional legalmente apto e que esteja acompanhado pela devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Refletindo sobre esse importante tema, reuni algumas práticas que considero de total importância para a proteção do trabalhador e para o andamento de obras e projetos com mais tranquilidade e segurança.

Práticas de Segurança na Construção Civil
Treinamento –
 Investir em treinamento adequado para todos os colaboradores, abrangendo o correto uso de equipamentos de proteção, procedimentos de segurança e identificação de riscos, pode não só evitar acidentes, como preparar o time caso algo aconteça. Além disso, também é importante mapear todas as possibilidades a cada projeto, avaliando o canteiro de obras e os principais pontos de atenção para em seguida compartilhá-los com a equipe antes do início do trabalho;

Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – Os EPIs são dispositivos ou produtos de uso individual destinados a proteger o trabalhador contra riscos que possam ameaçar sua segurança e saúde no ambiente de trabalho, conforme definido pela NR 6. Garantir que todos os trabalhadores utilizem os EPIs apropriados para suas funções, como capacetes, óculos de proteção, luvas, calçados de segurança e cintos de segurança é primordial;

Inspeções de Segurança – Realizar inspeções periódicas no local de trabalho para identificar e corrigir possíveis perigos, como pisos escorregadios, fiações desprotegidas ou equipamentos danificados;

Planejamento de Segurança – Introduzir a segurança desde a fase inicial do planejamento da obra, considerando medidas preventivas específicas para cada etapa do processo construtivo;

Comunicação e Conscientização – Fomentar uma cultura de segurança através de uma comunicação aberta, incentivando os trabalhadores a exporem suas preocupações e compartilharem boas práticas.

Regulamentações de Segurança na Construção Civil – As Normas Regulamentadoras (NRs), estabelecidas pelo Ministério do Trabalho, como a NR18 e NR35, são cruciais para orientar as práticas de segurança no canteiro de obras. As empresas devem estar em conformidade com tais regulamentações a fim de garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável.

Priorizar a segurança na construção civil vai além de ser uma obrigatoriedade legal, é também uma responsabilidade moral e ética. A implementação de práticas de segurança eficientes não apenas protege a vida e a saúde dos trabalhadores, mas também contribui para a qualidade e reputação das empresas atuantes nesse setor.

*Hagles Azevedo, Supervisor Técnico da SH

(Fonte)

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
RN Engenharia e Construções
RN Engenharia e Construções

Construção e Reforma Industrial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *